Resenha: Birdman (a inesperada virtude da ignorância):

birdmann

Birdman or (the unexpected virtue of ignorance) [Birdman ou A inesperada virtude da ignorância, no Brasil], é um filme de comédia dramática norte-americano de 1h59min (com estréia no Brasil prevista para 29 de janeiro de 2015). Foi dirigido por Alejandro González Iñárritu, com atuação de Michael Keaton, Edward Norton, Emma Stone, entre outros.

ATENÇÃO: PODE CONTER SPOILERS.

O filme conta a história de Riggan Thomson, um ator que já fez muito sucesso pelo seu papel de Birdman, mas que entrou em decadência após recusar participação no filme seguinte. Então, ele resolve escrever, dirigir e atuar em uma peça na aclamada Broadway.

O filme começa mostrando Riggan falando com alguém (que não é mostrado no início). Logo depois, mostra Riggan e seus outros atores ensiando para a peça. Porém, tem um outro ator que Riggan não gosta e, após fazer um refletor cair em cima deste ator (Ralph) com sua “mágica”; uma de suas atrizes, Lesley, indica um ótimo ator para ele, Mike – com quem ela tivera um caso. Riggan consegue mover coisas apenas com o poder da mente, como é mostrado várias vezes.  O filme, também, mostra o elenco ensaiando várias e várias vezes. Inclusive, numa das primeiras vezes, mostra a discussão de Riggan com Mike sobre Mike estar bêbado – o que faz Riggan querer desistir do Mike, mas se vê impossível de fazê-lo. Após o incidente, a ex-mulher de Riggan e mãe de Sam – filha de Riggan que trabalha também na peça, nos bastidores – aparece para conversar sobre a filha – que, aliás, saiu recentemente de uma rehab por causa de drogas. Essa conversa o faz ir conversar com Sam, que, para a surpresa do pai, ainda fuma maconha. Após uma discussão acalorada, Sam diz que nem tudo gira em volta do pai, e que ele não é tão importante quanto acha que ele é – o que o deixa extremamente chateado. Novamente, em outro ensaio, Mike tenta, realmente, transar com Lesley – no meio do ensaio, na frente de uma casa lotada de teatro, o que faz com que ela fique extremamente decepcionada e acaba desabafando com Laura, mas Riggan também vai atrás e elogia Lesley, o que deixa Laura – atual namorada do Riggan – com ciúmes; mas ambas consolam uma a outra e acabam se beijando.

Após discutir com Mike por estar ganhando mais prestígio que ele mesmo, Riggan descontrola-se e quebra todo seu camarim; e pensa em desistir, novamente, da peça – até que seu advogado e empresário, Jake, convence-o do contrário. Mike, então, vai atrás de Sam; eles conversam, Mike tenta fazer Sam se sentir melhor sobre si mesma e, por fim, acabam tendo um caso. Riggan, então, vê sua querida filha e Mike, alguém de quem está com raiva e sai do teatro para fumar, mas não esperava que seu roupão ficasse preso na porta de trás; sem ter como entrar pela porta novamente e com seu roupão preso, Riggan tira a roupa e anda pela rua, com várias pessoas por lá, até a porta da frente do teatro, surpreendendo a todos com sua entrada diferente.

Riggan encontra com uma das mais prestigiadas críticas de Broadway e tenta convencê-la de que sua peça é ótima – mas não esperava que esta mesma crítica o odiasse e, portanto, escreveria uma crítica ruim, não importa o que acontecesse na estréia da peça. Desacreditado do sucesso de sua peça, Riggan acaba por dormir no meio da rua e acorda com a voz na sua cabeça falando – e ai é mostrado quem ou o que é essa tal voz: seu personagem, o Birdman, que tenta fazê-lo se sentir melhor consigo mesmo.  Riggan começa a ter ilusões, utiliza sua mágica e tem a singela impressão de que está voando, livre, leve e solto.  Ao voltar para sua peça, na noite de estréia, Riggan troca uma das armas utilizadas na cena final, que antes era de plástico, falsa, por uma de verdade. Então, na sua última cena, Riggan coloca a arma em sua cabeça e atira, atingindo seu nariz. Isso acaba levando Riggan para o hospital, para conseguir um “novo nariz”. Lá, seu advogado e empresário leva a crítica da noite anterior: a crítica adorou, disse que a peça foi extremamente realista, surpreendente e brilhante. No quarto do hospital, então, Riggan tem uma conversa séria com Sam. Após conversarem, Riggan sai voando pela janela do hospital, novamente; mas dessa vez, Sam consegue ver tudo.

Minhas considerações:

O final foi, de certa forma, surpreendente. O filme como um todo é extremamente bem escrito, com uma ótima fotografia e as atuações são ótimas. O filme é um pouco difícil de ser interpretado, cada um pode interpretar de sua mesma maneira. A voz interna de Riggan, o birdman, pode ser interpretada como todas as vozes internas, nossos pensamentos, nossas vontades, que, conforme mostradas no filme, podem ser boas ou ruins – podem nos aconselhar ou nos colocar ainda mais pra baixo – é tudo uma questão de como conseguimos ouvi-la. A ideia do filme é brilhante, e é um forte concorrente para ganhador do Oscar. Avaliação: 7/10

Anúncios

Deixe sua opinião, crítica ou elogio.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s